• Breaking News

    sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

    Não rogo por tanta coisa





    Não rogo por tanta coisa
    porque tanta coisa
    seria um catastrófico microrganismo
    dentro de mim,


    apenas rogo por uma
    caneta mágica e veloz
    capaz de percorrer
    todas as artérias da esfera,



    capaz de maratonizar-se
    no vazio dum papel
    e derramar lágrimas avermelhadas
    e colorir as sombras brilhantes
    que residem na minha mente...


     http://www.luso-poemas.net/modules/news/pages.php?uid=18024#ixzz3ANbmPtPk

    Sem comentários:

    Enviar um comentário

    Fashion

    Beauty

    Travel